Dicas para fazer um cartão fidelidade para meus clientes

Dicas para fazer um cartão fidelidade para meus clientes

Categoria: Novidades

23/10/2018 às 17:13

Trabalhar com cartões fidelidade podem ser uma maneira excelente de fazer com que os consumidores estejam sempre com algo que lembre sua marca no bolso. Além do que, essa é uma boa alternativa para reter mais clientes.

Quem tem uma empresa focado na venda de serviços ou mesmo produtos podem utilizar a estratégia de cartões de fidelidade para crescer seu negócio e fazer com que mais clientes voltem a comprar com o seu negócio.

Em suma, os cartões fidelidade geralmente oferecem descontos ou promoções exclusivas para os clientes, desde que eles cumpram o que está escrito no material. Por exemplo, se você tem um salão de cabeleireiro, você pode distribuir cartões para seus clientes, oferecendo um desconto numa hidratação de cabelo, após um número X de serviços utilizados no salão como corte de cabelo, manicure e pedicure.

Seguindo o exemplo acima, o cliente estará utilizando diversos serviços do seu negócio e após um tempo curto poderá ganhar descontos como presente por estar engajado com a sua empresa. Entendeu como funciona? Agora, vamos lá!

Confira também quais são os impressos personalizados para ter em seu escritório.

Como e por que devo usar cartão fidelidade em meu negócio?

O cartão fidelidade é excelente maneira de mostrar um reconhecimento pelos clientes mais ativos de sua empresa. Além disso, é possível atrair atenção para seu portfólio de produtos ou serviços ou para uma solução específica.

E claro, como mostramos no exemplo acima, ter uma estratégia de cartão fidelidade pode aumentar a frequência de seus clientes em sua empresa, fazendo com que eles comprem em menos tempo seus produtos para que consigam aproveitar dos descontos e promoções contidas no cartão.

Confira alguns pontos importantes para definir o objetivo do cartão fidelidade em sua empresa:

Saiba quais serviços ou produtos de sua empresa os clientes mais gostam

Não adianta nada investir num cartão de fidelidade que prometa descontos em serviços que não são recorrentes ou são pouco procurados. Isso não fará nenhum sentido! Por isso, pense num serviço ou produto que seus clientes comprem semanalmente ou mensalmente.

Voltando ao exemplo do salão de cabeleireiro, por exemplo, é possível fazer um cartão de fidelidade para os serviços de manicure e pedicure. Geralmente, este é um dos serviços mais recorrentes no salão, já que possuem clientes que fazem as unhas e os pés a cada 15 dias ou a cada mês. Isso pode ser uma garantia de sucesso ao adotar um cartão de fidelidade!

Estabeleça uma meta alcançável para estimular seus clientes!

Não adianta nada botar uma meta inalcançável por que isso terá o efeito inverso: irá afastar e não aproximar os clientes do seu negócio. Por isso, coloque um número de desafios que seus clientes possam alcançar em no máximo três meses.

Usando novamente o exemplo do salão de cabeleireiro, vamos imaginar que você fez uma promoção de manicure e pedicure. Se você colocar que após o uso de 20 serviços, o cliente ganha o serviço grátis, isso não será atraente, por que o cliente precisará ir no seu salão pelo menos uns seis meses para depois aproveitar o benefício.

Isso irá brecar qualquer motivação para que ele se mantenha empenhado em aproveitar a tão sonhada promoção. Coloque um número mais palpável, por exemplo, estipule que depois de 6 serviços realizados em seu salão, ele terá manicure e pedicure de graça, isso fará com que ele demore apenas um ou dois meses para conseguir alcançar a meta, o que o deixará estimulado.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog e conheça as coberturas da Graficonauta.

Top